FAÇA AGORA O SEU PLANEJAMENTO FINANCEIRO FAMILIAR PARA 2018

planejamento financeiro familiar

Já estamos quase entrando na contagem regressiva para o fim do ano e agora chegou o momento de pensar no planejamento financeiro familiar de 2018, levando em consideração projeções, metas e direções econômicas para o ano que virá. Como todos nós sabemos a previsão para o próximo ano são taxas de inflação e juros mais baixos, o Banco Central também está otimista em relação ao crescimento e o desenvolvimento do país.

Partindo dessa ideia, o planejamento financeiro familiar para o próximo ano é fundamental para quem está em busca de melhorar o desempenho dos trabalhos e criar uma visão mais estratégica.

Por que Devo Fazer um Planejamento Financeiro Familiar?

Um bom planejamento financeiro permite uma organização melhor de todas as receitas e despesas de um determinado período. Dessa forma, fazer o acompanhamento ajuda a manter o orçamento em dia e evitar gastos desnecessários. Também é possível identificar e corrigir erros que ocorreram nos anos anteriores.  

Entenda a Sua Relação com o Dinheiro 

Enquanto algumas pessoas tem mais facilidade para poupar dinheiro, outros acabam cedendo as compras por impulso. Por isso, antes de pensar em fazer o seu planejamento financeiro é importante entender a sua relação com o dinheiro. Você costuma gastar mais do que ganha ou faz parte do time que tem uma reserva para uma possível emergência? Costuma ter dívidas?

Defina Os Seus Objetivos Financeiros

Após entender como funciona a sua relação com o dinheiro, é importante definir os seus objetivos para o próximo ano. No entanto, lembre-se de ser realista. Não adianta querer juntas R$ 50 mil, se o seu salário é de R$ 1 mil, não é mesmo? Estipule objetivos que possam ser alcançados e desmembre em metas a curto prazo. Se o seu objetivo é ter é ter R$ 2 mil no fim do ano, comece guardando R$ 166.

Esteja por Dentro do Pagamento dos Impostos Anuais

Um bom planejamento financeiro envolve os impostos anuais que precisaram ser pagos no início do ano seguinte. Dessa forma, a falta de organização poderá causar grandes consequências, caso você não tenha se programado para pagar o IPVA e o IPTU, além de taxas como imposto de renda. Por isso, antes da Receita Federal liberar o programa de declaração, já analise os seus ganhos e gastos e veja se vai ser necessário pagar pelos impostos ou não.

Evite Fazer Dívidas

É muito comum chegar nesta época do ano e começar a gastar desenfreadamente por conta das festas de fim de ano, você quer presentear um parente aqui, um amigo ali e quando vai ver está cheio de contas para pagar. Sendo assim, a melhor forma para não cair na tentação de gastar é ficar fora dos eixos de consumo como shopping e comprar apenas o necessário para esse período. Busque tirar o cartão de crédito da bolsa e controle o seu saldo não utilizar o cheque especial. Lembre-se de que essas modalidades de créditos têm altas taxas de financiamento.

E você já está fazendo o seu planejamento financeiro para o próximo ano? Deixe o seu comentário aqui embaixo.

Até a próxima.